Leopoldina, MG

História, referências geográficas, econômicas e sociais.

Leopoldina, MG - História, referências geográficas, econômicas e sociais.

 A cidade de Leopoldina localiza-se na Zona da Mata de Minas Gerais, está à 320 km da capital Belo Horizonte. O Acesso a cidade é pela BR 120, BR 116 e MG 267, conforme referência por mapa neste vídeo.

A formação do povoado que deu origem a cidade de Leopoldina começa com a liberação da área proibida de colonização pela coroa, no Caminho Novo, por onde escoava a produção das áreas mineradoras de ouro, que entraram em declínio.

A região de mata fechada e terras férteis (Zona da Mata), passou então a objeto de desejo dos colonos, com suas posses de sesmarias, começaram a ocupar as margens do ribeirão Feijão Cru, a partir do ano de 1813.

 Os primeiros a se fixar, Francisco Pinheiro de Lacerda e Joaquim Ferreira Brito construíram uma capela, de pau a pique, dedicada a São Sebastião onde em seu entorno foram se instalando ouras famílias dando pouso a tropeiros, plantando e criando pequenos animais.

Em 1831 o povoado se elevou a distrito do atual município de Rio Pomba com o nome de São Sebastião do Feijão Cru, mais tarde transferido para a jurisdição de Mar de Espanha.

Em 27 de abril de 1854 se desmembrou de Mar de Espanha e se emancipou como município de Vila Leopoldina.

Em 1877 com a chegada dos trilhos da Estrada de Ferro Leopoldina, intensificou as atividades agrícolas (café) e comerciais atraindo imigrantes para trabalhar nas lavouras do município que chegou a ter a segunda maior população de escravos da província de Minas Gerais.

Hoje, novembro de 2023, o município de Leopoldina, conta com uma população se aproximando de 54.000 habitantes, com domínio territorial de 943,076 Km², em altitude de 225m.  A cidade é banhada pelo ribeirão Feijão Cru e o município pelos rios Pirapetinga, rio Pomba e seus afluentes que pertencem a Bacia do Rio Paraíba do Sul.

Os municípios que fazem divisa com Leopoldina são: Cataguases, Laranjal, Recreio, Pirapetinga, Estrela Dalva, Volta Grande, Além Paraíba, Santo Antônio do Aventureiro, Argirita, São João Nepomuceno, Descoberto e Itamarati de Minas.

A base econômica do município são as indústrias têxteis, bebidas, alimentos entre outros segmentos e a prestação de serviços.

A grande extensão de terra do município também colabora nas atividades agropecuárias com destaque para a produção leiteira, avicultura, suinocultura, produção de grãos, cana de açúcar e frutas.

O turismo é bem atrativo e diversificado pela história, cultura e natureza exuberante com destaque para duas unidades de conservação ambiental: O Parque Municipal Antônio Andrade Ribeiro com 31,93 ha e a Reserva Biológica da Lapinha com 368 ha.

As festas populares, comemorações religiosas e o Parque de exposição, reforçam os motivos para você visitar, investir ou morar em Leopoldina.

As informações neste vídeo podem sofrer alterações periodicamente para acompanhar o desenvolvimento e oportunidades geradas pelo município.

Se você quiser corrigir ou completar qualquer informação, faça pelos comentários abaixo desta postagem, você pode inclusive escrever sobre seu restaurante, pousada e produtos que os nossos espectadores, em visita a sua cidade, possam precisar.